O mundo ao meu toque

Os tempos estão mudando. Lembra quando você foi descolado para mostrar todos os seus novos brinquedos e jogos para as outras crianças do bairro? E você era o líder delas se tivesse a maioria das coisas? Bem, não é mais assim. Atualmente, as pessoas estão pagando mais e possuindo menos. Soa como um conceito estranho, mas é realmente para tornar a vida mais simples.

Imagine não ter que possuir um carro. Nossa, que alívio! Não ter que pagar a gasolina e se preocupar com estacionamento quando você sair. Mas como você faz para chegar aonde você quer ir? É aí que pagar mais e possuir menos, entra. Hoje há todos esses aplicativos para ajudá­-lo em possuir menos, para o nosso exemplo do carro, vamos com Uber, um serviço de carro, que retira suas preocupações em questão de locomoção. Não há responsabilidade, é só benefício. 

E depois há outros aplicativos para tornar a sua vida mais simples. Não tem tempo para fazer suas compras, ou não quer cozinhar? Não há problema – Ifood serve para isso!  Então, se você quiser alguma comida rápido, em dois cliques consegue.

Agora que já temos o transporte e a alimentação cuidada, o que mais precisamos? Bem, para descontrair, a bebida. E há um app para isso, também. Você está cansado e não quer ir curtir um bar com os amigos. O Easy beer, é feito especialmente para você, entregando álcool em sua mesa.

Mas o que esses apps têm em comum? Eles permitem que o usuário, que é você, fique em casa e continue sendo produtivo, não importa o que faça, ou sendo preguiçoso mesmo.  Além disso, existem para os indivíduos que não gostam de interação humana. Em vez de ir até a loja e conversar com as pessoas e resmungar sobre o tempo com o funcionário, agora você tem a opção de ficar em casa e encomendar tudo online, sem contato humano necessário.

Então é isso, você possui menos, mas paga mais para levar uma vida simples, tudo é sobre o serviço e como torná-­lo útil para que as pessoas consigam ter tudo o que eles querem ao toque de um botão. É super conveniente, mas é isto que adiciona o medo de que as gerações futuras, para não mencionar a nossa própria, estejam lentamente perdendo a capacidade ou a arte de socializar?

O que aconteceu em se envolver com as pessoas e fazer essas conexões significativas? Ou encontrar um velho conhecido no supermercado? Ou ir ao seu restaurante favorito, apesar das longas filas, porque, no final, a experiência que conta, não é? O que aconteceu com as situações sociais mágicas na qual sua vida poderia alterar drasticamente o seu curso, ao falar uma única frase para uma determinada pessoa? 


É a nossa geração realmente focando em mais produtividade ou matando habilidades sociais por um simples toque? No final, nós realmente temos que nos perguntar o que é mais importante: a socialização ou conveniência. Enquanto isso estou digitando no whatsapp, já que não estou a fim de ligar hoje, e é super conveniente. 

4 comentários:

  1. Adorei o post, realmente hoje está tudo tão fácil... as vezes eu acho isso um problema ! beijos maite
    https://maiteaissa.wordpress.com/ - tem post novo no meu blog, vem dar uma olhada !

    ResponderExcluir
  2. Só li verdades neste post, aamei parabéns =*
    www.blogsweetchic.com.br

    ResponderExcluir
  3. adorei seu blog, sua escrita é perfeita! E eu andava mesmo sentindo falta desse tipo de blog... Vou voltar sempre. Bjaao

    ResponderExcluir
  4. lindoo texto, seu jeito de escrever é otimo *---*

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.